O jogo como instrumento avaliativo: uma nova proposta de avaliação da aprendizagem de língua inglesa para crianças

O ensino de inglês para crianças (LIC) tem se tornado mais uma regra que uma exceção (MCKAY, 2006). A cada dia, nos deparamos com crianças sendo expostas ao ensino de línguas estrangeiras (LE), tanto em escolas públicas como privadas, cada vez mais precocemente. Sabe-se que, ao aprender um novo idioma, a criança pode desenvolver suas habilidades linguísticas (Tambosi, 2006), beneficiando-se das duas línguas: materna e estrangeira. Portanto, a temática ensino e aprendizagem de LIC tem [...]

Orientações para professores avaliadores em línguas estrangeiras: uma proposta de instrumento de autoavaliação para elaborar e selecionar atividades de ensino e de avaliação

A publicação "Orientações para professores avaliadores em línguas estrangeiras" é fruto do meu trabalho de conclusão do curso de mestrado profissional em Letras Estrangeiras Modernas (Meplem) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Esta proposta teve como ponto de partida uma lacuna detectada na formação de professores de línguas no que diz respeito à avaliação e o que a literatura tem definido como letramento em avaliação. A busca por formação e melhor embasamento para lidar com a [...]

Avaliação orientada para a aprendizagem no ensino de línguas para crianças

A avaliação, quando cumpre sua função verdadeiramente educativa de reorientar o processo de aprendizagem-avaliação-ensino (LUCKESI, 2011; SCARAMUCCI, 2006), fornece ao professor e aos alunos informações sobre os avanços alcançados e as lacunas a serem preenchidas. É uma avaliação orientada para a aprendizagem (e não da aprendizagem), cujo aspecto formativo é em geral priorizado nos anos iniciais do ensino (FURTOSO, 2019), mas que, ao longo da progressão escolar, é substituído quase que [...]

A avaliação de alunos no primeiro ano do ensino fundamental em língua inglesa: questões preliminares

O artigo discute as práticas de avaliação em Língua Inglesa no primeiro ano do ensino fundamental da escola pública, situando a discussão no contexto das concepções de avaliação da aprendizagem. As reflexões aqui apresentadas são oriundas de uma pesquisa qualitativa de caráter documental que visa a verificar quais os objetivos e as funções que essa prática avaliativa assume nesse contexto de ensino. Para tal foram realizadas [...]

Avaliação das aprendizagens no ensino da língua inglesa para crianças

Esta pesquisa discute a avaliação somativa realizada no contexto de ensino/aprendizagem de língua estrangeira para crianças. O foco da análise são os critérios de avaliação propostos no documento oficial 'Eixos norteadores para a construção do relatório de desenvolvimento do aluno no primeiro ano do Ensino Fundamental' de um munícipio do nordeste paraense. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de caráter documental que visa verificar como estes critérios são utilizados na prática avaliativa [...]

Sugestões de ações pedagógicas no contexto da pandemia de Covid-19

A coleção Xperience Nova Escola é uma série de livros didáticos para os anos finais do Ensino Fundamental (6º a 9º ano), desenvolvidos por dezenas de professores de língua inglesa e especialistas de todo o Brasil, como parte das entregas do programa Skills for Prosperity. Como o ensino remoto emergencial pode ainda ser a realidade de muitas escolas em 2021, a Nova Escola preparou o guia "Sugestões de ações pedagógicas no contexto da pandemia de covid-19" para ajudar você, professor(a), a [...]

Por que trabalhar para entender a vida na sala de aula? Histórias do Grupo da Prática Exploratória

Este livro é parte do projeto “Sustainability of Exploratory Practice (EP) in Rio de Janeiro: a case study of former ELT pre-service teachers”, desenvolvido em 2019, com o apoio do British Council, no âmbito da UK-Brazil English Collaboration Call. O objetivo do projeto foi buscar entender o impacto dos princípios da Prática Exploratória na vida […]

O Ensino de língua Inglesa na EJA: uma experiência a partir do People’s Museum

Esta pesquisa tem como propósito auxiliar os alunos de uma 4ª Fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola estadual da cidade do Recife a desenvolver a oralidade em Língua Inglesa e a melhorar a sua autoestima por meio um processo de ensino-aprendizagem de Língua Inglesa baseado em uma atividade social (Engeström, 1999) Participation in a People’s Museum. Para isso foi aplicado um material didático, elaborado sob a perspectiva da Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural – [...]

As dificuldades do ensino de Inglês na Educação de Jovens e Adultos na perspectiva de professores que atuam na área

Este texto tem como objetivo apresentar, de forma geral, a Educação de Jovens e Adultos (EJA), o ensino de inglês para essa modalidade de ensino e, principalmente, refletir sobre os desafios de ensinar inglês em turmas da EJA. Foram ouvidos seis professores de Língua Inglesa da EJA, egressos da Faculdade de Formação de Professores da Universidade d o Estado do Rio de Janeiro (FFP/UERJ), com o intuito de clarificar os principais dilemas que esses docentes enfrentam no cotidiano da sala de [...]

1 2 4