O inglês necessário para se inserir no mundo

A abordagem interdisciplinar no ensino da língua inglesa abre ao estudante perspectivas para melhor compreensão do planeta e seu papel nele

Guia de Proficiência: anos finais do Ensino Fundamental

O Guia de Proficiência, inicialmente, define o que se entende por proficiência linguístico-discursiva, mostrando o quanto a ideia de proficiência se afasta de uma concepção única e fixa sobre o uso da língua e sua aprendizagem. Apresenta expectativas linguístico-discursivas para estudantes e docentes da língua inglesa, trazendo maior compreensão sobre os níveis de proficiência possíveis de serem alcançados ao final do ensino fundamental e podendo informar e guiar o planejamento de [...]

Guia de Formação Continuada: anos finais do Ensino Fundamental

O guia de formação continuada apoia o planejamento e a execução de ações de formação continuada específicas para docentes de Língua Inglesa, com base na BNCC e no CEFR. O Guia é dividido em duas partes: na primeira, são discutidas premissas de qualidade para iniciativas formativas, referências e textos explicativos sobre as competências das dimensões linguística e de prática pedagógica, necessárias a docentes de língua inglesa; a segunda parte é prática e traz etapas e tarefas para apoiar o [...]

Referencial Curricular: anos finais do Ensino Fundamental

A Estrutura Curricular é orientada por competências. O documento define a visão dos jovens que vão se formar e sugere uma organização curricular para os anos finais do ensino fundamental, que contemple o BNCC e o CEFR, agregando a dimensão cognitiva às competências sócio-emocionais como constituintes do ensino e processo de aprendizagem. O documento explica […]

Inglês como Língua Franca: breve panorama da produção científica de um campo de estudos plenamente consolidado

Refletir sobre a peculiar condição do inglês na contemporaneidade é considerar, entre inúmeras questões, o que vem sendo pesquisado e produzido até o momento presente no tocante à descrição do fenômeno e suas implicações a partir de diferentes perspectivas, entre elas, o Inglês como Língua Franca (ILF), conceito e campo científico plenamente consolidados. Neste artigo, portanto, temos como objetivo trazer, inicialmente, uma rápida contextualização sobre o fenômeno ILF para, posteriormente, [...]

Guia de Proficiência: anos finais do Ensino Fundamental

O guia de proficiência, inicialmente, define o que se entende por proficiência linguístico-discursiva, mostrando o quanto a ideia de proficiência se afasta de uma concepção única e fixa sobre o uso da língua e sua aprendizagem. Apresenta expectativas linguístico-discursivas para estudantes e docentes da língua inglesa, trazendo maior compreensão sobre os níveis de proficiência possíveis de serem alcançados ao final do ensino fundamental e podendo informar e guiar o planejamento de [...]

Guia de Formação Continuada: anos finais do Ensino Fundamental

O guia de formação continuada apoia o planejamento e a execução de ações de formação continuada específicas para docentes de Língua Inglesa, com base na BNCC e no CEFR. O Guia é dividido em duas partes: na primeira, são discutidas premissas de qualidade para iniciativas formativas, referências e textos explicativos sobre as competências das dimensões linguística e de prática pedagógica, necessárias a docentes de língua inglesa; a segunda parte é prática e traz etapas e tarefas para apoiar o [...]

O que é uma perspectiva decolonial de ensino em/de inglês?

Muito se tem discutido sobre decolonialidade na educação na atualidade, mas o que é isso mesmo? A decolonialidade tem como objetivo romper paradigmas cristalizados nas relações socioculturais, político-econômicas, étnico-raciais e de gênero/sexualidade impostas pelos processos da colonialidade do poder. Por sua vez, o conceito de colonialidade do poder (QUIJANO, 2000) esclarece que as relações de colonialidade nas esferas econômica e política não findaram com a destruição do colonialismo. A [...]

A perspectiva decolonial na escola, sob o olhar de gestores

Professor de língua inglesa, que atuou na formação de docentes, e gestora de biblioteca, que deu uma nova função para o espaço, contam suas vivências