Abordagem decolonial traz olhar crítico para o ensino da língua inglesa

Ao dar espaço e voz para produções de países considerados periféricos, estudantes aprendem a valorizar esses saberes, compreendem o significado mais amplo de estudar um idioma estrangeiro e fazem a ponte entre debates globais e suas realidades locais

Decolonialidade e inglês como língua franca: diálogos com professores brasileiros

As relações interculturais que caracterizam nossa realidade globalizada são permeadas pela colonialidade. No contexto do ensino de inglês, enxergamos o deslocamento de um paradigma de inglês como língua estrangeira para perspectivas mais críticas (como de inglês como língua franca (ILF) e translinguagem) como possível caminho para a decolonialidade. Assim, neste trabalho, entrevistamos professores a respeito […]

How does English sound around the world?

O site English as a Lingua Franca - How does English sound around the world? traz um mapa interativo em que se pode ouvir como a língua inglesa é falada em diferentes lugares ao redor do mundo. O usuário também pode adicionar conteúdos no mapa. O recurso foi criado pelo professor Jeff Costa, de Santo André (SP), que leciona língua inglesa e portuguesa. Nesta matéria do Observatório ELT [https://www.inglesnasescolas.org/headline/o-ingles-para-o-dia-a-dia/], você confere a explicação de [...]

O inglês para o dia a dia

Saiba por que a perspectiva de ensino de inglês como língua franca trazida pela BNCC aponta para a diversidade e os usos cotidianos da língua, para além de um idioma estrangeiro.

O ensino de língua inglesa sob uma perspectiva intercultural: caminhos e desafios

Este artigo busca discutir a importância do ensino intercultural (BRYAM, 2008; SIQUEIRA, 2008, 2011, 2013; KRAMSCH, 2001) de língua inglesa na Educação Básica a partir da análise das respostas de alunos do segundo ano do Ensino Médio Regular do Colégio Estadual Pandiá Calógeras, que fica localizado do município de São Gonçalo – RJ. No segundo […]

“Eles comem cornflakes, nós comemos pão com manteiga”: espaços para reflexão sobre cultura na aula de língua estrangeira

Apresenta orientações oficiais sobre cultura no ensino de língua estrangeira (LE), interpreta como a cultura é ensinada em sala de aula e analisa as implicações do ensino intercultural. A ligação indissociável entre cultura e língua é defendida por teóricos e em documentos oficiais. No entanto, em sala de aula, observam-se práticas (exemplificadas no artigo) relacionadas […]

Falando francamente: uma leitura Bahktiniana do conceito de “inglês como língua franca” no componente curricular língua inglesa da BNCC

O presente artigo visa analisar o conceito de inglês como língua franca (ILF) que fundamenta o Componente Curricular Língua Inglesa da Base Nacional Comum Curricular – Ensino Fundamental (BNCC). Para tanto, inicia com a apresentação das principais definições deste conceito polêmico e polissêmico, com ênfase para as primeiras teorizações da década de 80 no âmbito […]

Inglês como língua franca: desenvolvimentos recentes

Em face da atual posição do inglês como uma língua franca global, este artigo tem como principal objetivo discutir os desenvolvimentos recentes dessa área, tomando como base os trabalhos apresentados durante a 7th International Conference on English as a Lingua Franca, realizada em Atenas, Grécia, em setembro de 2014. As reflexões, aprofundadas nos tópicos i) Teorizações […]

Inglês como língua franca: da cena do mundo para a cena da sala de aula

Para atender à comunidade global, a Língua Inglesa (LI) passou a ter papéis e funções diferentes, dando lugar a uma variedade de ingleses que se desenvolve em cenários distintos com suas próprias normas. Por esta perspectiva, o presente artigo tem como propósito ressaltar a relevância da LI na atual configuração mundial, salientar os princípios orientadores […]

Renomeando o inglês e formando professores de uma língua global

A literatura recente sobre a língua inglesa tem sido unânime em destacar seu caráter singular na contemporaneidade, apontando suas relações com mobilidade, comunicação virtual e processos econômicos. A nomeação do Inglês como Língua Franca (ILF) põe em curso diversos questionamentos sobre conceitos tradicionais da linguística e do ensino de inglês como língua estrangeira. Neste artigo […]