O Ensino de língua Inglesa na EJA: uma experiência a partir do People’s Museum

Esta pesquisa tem como propósito auxiliar os alunos de uma 4ª Fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de uma escola estadual da cidade do Recife a desenvolver a oralidade em Língua Inglesa e a melhorar a sua autoestima por meio um processo de ensino-aprendizagem de Língua Inglesa baseado em uma atividade social (Engeström, 1999) Participation in a People’s Museum. Para isso foi aplicado um material didático, elaborado sob a perspectiva da Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural – [...]

Guia de Proficiência: anos finais do Ensino Fundamental

O guia de proficiência, inicialmente, define o que se entende por proficiência linguístico-discursiva, mostrando o quanto a ideia de proficiência se afasta de uma concepção única e fixa sobre o uso da língua e sua aprendizagem. Apresenta expectativas linguístico-discursivas para estudantes e docentes da língua inglesa, trazendo maior compreensão sobre os níveis de proficiência possíveis de serem alcançados ao final do ensino fundamental e podendo informar e guiar o planejamento de [...]

Guia de Formação Continuada: anos finais do Ensino Fundamental

O guia de formação continuada apoia o planejamento e a execução de ações de formação continuada específicas para docentes de Língua Inglesa, com base na BNCC e no CEFR. O Guia é dividido em duas partes: na primeira, são discutidas premissas de qualidade para iniciativas formativas, referências e textos explicativos sobre as competências das dimensões linguística e de prática pedagógica, necessárias a docentes de língua inglesa; a segunda parte é prática e traz etapas e tarefas para apoiar o [...]

Referencial Curricular: anos finais do Ensino Fundamental

A Estrutura Curricular é orientada por competências. O documento define a visão dos jovens que vão se formar e sugere uma organização curricular para os anos finais do ensino fundamental, que contemple o BNCC e o CEFR, agregando a dimensão cognitiva às competências sócio-emocionais como constituintes do ensino e processo de aprendizagem. O documento explica conceitos importantes no contexto da educação básica e do ensino da língua inglesa, como educação integral, inglês como língua franca e [...]

Escopo e sequência: anos finais do ensino fundamental – língua inglesa

O Escopo e Sequência de língua inglesa é o documento que descreve e organiza os objetivos de aprendizagem, habilidades e conhecimentos a serem contemplados nos anos finais do Ensino Fundamental, conforme indicados na BNCC, demonstrando equivalências com os descritores do CEFR, e apresenta uma sugestão de como uma sequência lógica e progressiva dentro do mesmo ano seria possível.

A perspectiva do inglês como língua franca como agente de decolonialidade no Ensino de Língua Inglesa

Mesmo em face da mundialidade do inglês, em que as interações em Língua Inglesa (LI) ocorrem, predominantemente, entre falantes em contextos multilíngues e multiculturais, o ensino e a aprendizagem do idioma têm seguido a lógica da colonialidade que consiste em produzir, organizar e distribuir conhecimento sob os termos e condições estabelecidos pelas forças hegemônicas. A partir desse cenário, o presente artigo pretende refletir sobre a perspectiva do Inglês como Língua Franca (ILF) como [...]

Projeto de inglês utiliza Beatles para discutir igualdade racial

Arabelle Calciolari, professora de língua inglesa da EMEB Maria Angélica Lorençon, de Jundiaí (SP), relata sua experiência em trabalho desenvolvido para potencializar a aprendizagem dos estudantes do 4o ano do ensino fundamental. No projeto, músicas da banda inglesa ajudam estudantes a aprimorar a língua inglesa, além de discutir direitos civis e conhecer a história de […]

Common European Framework of Reference for Languages: learning, teaching, assessment. Developing illustrative descriptors of aspects of mediation for the CEFR

O documento é baseado em projeto de 2016 do Council of Europe para criar um guia esquemático e ilustrativo para mediação no ensino de idiomas. Trata a mediação para além da interpretação e da tradução. Organiza a mediação como idiomática, cultural, social e pedagógica. Avalia a mediação como ferramenta para aproximar parcerias, intermediar conflitos e […]

Culturally Responsive Pedagogy Towards Equity and Inclusivity in Ontario Schools

Monografia de 2013 da Student Achievement Division da província de Ontario/Canadá. Na pedagogia culturalmente responsiva, a escola reage positivamente à cultura de cada aluno para facilitar o aprendizado. A cultura inclusiva faz parte de planos e processos da liderança da escola e da mentalidade e das práticas do educador. O professor responsivo a ela tem […]