Voltar

Ensino do inglês em contexto indígena bi/tri/plurilíngue intercultural

Este trabalho visa apresentar uma experiência de diálogo pedagógico e linguístico no processo de ensino e de aprendizagem do inglês, em contexto educativo bilíngue intercultural, em salas de aula plurilíngues, de um curso de licenciatura intercultural de formação superior de professores indígenas. Para este processo, dentro do qual várias línguas coexistem no espaço de sala de aula, foi necessário o desenvolvimento de uma base de conhecimento bi/tri/plurilíngue. Esta base inclui desde a pesquisa e a seleção de gêneros textuais escritos, orais e semióticos do universo indígena, produzidos e mediados em inglês, ao estudo, documentação e análise dos sons e de processos de formação de palavras nas línguas indígenas envolvidas, no inglês e no português, a fim de permitir a reflexão sobre a situação sociolinguística, sobre a troca de conhecimentos e sobre o uso de pistas translinguísticas e interculturais nesse processo de ensino e aprendizagem da “leitura” do e em inglês. Apresento, assim, parte do trabalho realizado, do material produzido e de algumas pistas de leitura, elaborada em coautoria com professores e professoras indígenas, e desenvolvidas sobre o continuum “contexto-texto-palavras-sons-contexto”, proposta freiriana para o trabalho de “leitura” empregada nas aulas de língua inglesa. Como recorte dessas pistas e da base desenvolvida, faço um esboço dos temas contextuais e dos gêneros textuais trabalhados, bem como apresento um panorama da discussão estabelecida nas aulas de inglês sobre a formação das palavras – com enfoque nos empréstimos linguísticos e em alguns processos derivacionais nas línguas envolvidas –, passando à reflexão sobre o ensino dos sons do inglês em contexto de interculturalidade e de translinguagem.