Voltar

Akwẽ-xerente (Jê), português e inglês: ensino do inglês intercultural em contexto multilíngue para professores indígenas brasileiros

Neste trabalho apresento o processo de ensino-aprendizagem do Inglês como terceira língua (L3) para professores indígenas brasileiros, o qual ocorre num contexto multilíngue, em um curso de formação superior de professores indígenas, composto majoritariamente por falantes bilíngues – como é o caso dos Akwẽ-Xerente, falantes bilíngues Xerente-Português. Para este processo, dentro do qual várias línguas coexistem no mesmo espaço, foi necessário o desenvolvimento de uma base de conhecimento trilíngue. Ela inclui o estudo dos sons (Fonologia) e de processos de formação de palavras (Morfologia) do Akwẽ-Xerente, do Português e do Inglês. Através desta base de conhecimento pretende-se refletir sobre a situação sociolinguística e sobre a troca de conhecimentos linguísticos dos sujeitos envolvidos. No âmbito teórico, é chamada a atenção aos estudos sobre educação bilíngue intercultural, concernente à educação indígena, e sobre o ensino-aprendizagem de segundas/terceiras línguas. Apresento, assim, o Intercultural Inglês, seus princípios pedagógicos, eixos e metodologia, a qual sublinha a importância de contextualizar o contexto ao texto, às palavras aos sons (como proposto nas obras de Paulo Freire). Ao final, exponho o material didático e os “temas contextuais” utilizados do Inglês Intercultural I ao Inglês Intercultural VII, bem como apresento o material trilíngue produzido pelos professores indígenas.